Histórias que importam.

Não há mais atenção disponível para histórias mornas. Uma boa ideia por si só não é o suficiente para gerar debates ou engajar a sociedade. O único caminho para uma causa ganhar relevância é que ela esteja ancorada a narrativas de impacto. Narrativas de impacto pedem imagens de impacto e plataformas de mídia não convencionais usadas subversivamente, com potencial para inflamarem feeds e lotarem caixas de comentários de sites de notícias. Narrativas de impacto pedem coragem. Mas hoje, só elas importam. Nesse contexto, nasce a ALMA, empresa dedicada a criar e produzir histórias que importam. 

Medicina

da imaginação.

Conheça "Janela de Isabela", livro sobre o poder da imaginação de  uma criança para enfrentar a dor e aceitar o inevitável.
 

Uma história de impacto voltada a uma causa. O livro trata de maneira lúdica e emocionante temas sensíveis como câncer infantil, perda da imaginação por superexposição a telas, morte e luto. A obra foi introduzida no final de 2019 através de uma apresentação teatral na maior livraria do Brasil, a Livraria Cultura da Av. Paulista. O livro tem parceria com o hospital GRAACC e sua distribuição é gratuita no formato e-book.

 

sobre.

A ALMA é uma empresa de criação de histórias multiplataforma fundada por André Castilho.

Empreendedor, cineasta, escritor e publicitário, André Castilho é especialista em storytelling e criatividade. Formou-se em publicidade e propaganda pela Cásper Líbero e atuou por 12 anos como criativo em agências como Y&R, W/ Mccann, AgênciaClick, Euro RSCG e Havas, tendo sido premiado em festivais internacionais como Cannes Lions, Clio Awards, El Ojo e FIAP. Em 2012, ao lado do sócio Jorge Brivilati, fundou a produtora de filmes La Casa de la Madre, pioneira no Brasil em storytelling para marcas. Em 2015, seu filme “Meeting Murilo” foi destaque na imprensa internacional, recebendo atenção de veículos como CBS, People, Time Magazine e Huffington Post, além de ter sido premiado em Cannes com 3 leões e 4 shortlists, incluindo a categoria branded content. Em 2016, escreveu o filme “ Reencontro “, premiado com ouro na categoria “Shorts” do festival Ciclope. Em 2017, o filme foi selecionado para um dos mais respeitados festivais de cinema do mundo, o LA Shorts, sendo este o único dos finalistas concebido para uma marca. No mesmo ano, teve o filme “ Movido a Respeito ”, produzido para a TV Globo, consagrado com o Grand Clio Entertainment, sendo a primeira obra da América Latina a conquistar tal premiação. Através do selo de documentários autorais La Madre Docs, atuou como roteirista, diretor e produtor executivo, conquistando o “Impact Docs Awards” com o minidoc ” Huni Kuin – Os Últimos Guardiões “.  Em 2019, Castilho deixa o comando da

La Casa de la Madre para fundar a ALMA.


 
 

contato.

  • Ícone do Instagram Preto